Terremoto no Chile pode custar mais de US$ 15 bi, prevê empresa

NOVA YORK (Reuters) - A empresa Air Worldwide, especializada em avaliar o impacto financeiro de desastres naturais, disse nesta segunda-feira que o prejuízo total por causa do terremoto do fim de semana no Chile pode ultrapassar os 15 bilhões de dólares. A empresa calcula que as seguradoras terão de pagar indenizações de cerca de 2 bilhões de dólares. O valor assegurável das propriedades comerciais e residenciais na zona entre Concepción e Santiago, a região mais afetada, foi estimado em 275 bilhões de dólares sendo 70 por cento na capital e 5 por cento em Concepción.

Reuters |

"O prejuízo econômico total seria severo por causa dos danos não só em edifícios, mas também pelo impacto da infraestrutura como estradas, pontes, aeroportos, redes elétricas e de telecomunicações", disse Jayanta Guin, vice-presidente de pesquisa e modelos de risco da Air Worldwide.

Calcula-se que haja cobertura de seguro para 10 por cento dos imóveis residenciais e 60 por cento das propriedades comerciais.

(Por Dan Wilchins e César Illiano)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG