Terremoto na Itália deixa 294 mortos

Roma, 12 abr (EFE).- Com a morte de um homem de 59 anos em um hospital de Téramo, o número de mortos devido ao terremoto que atingiu na segunda-feira passada a região central italiana de Abruzzo subiu para 294, enquanto a terra voltou a tremer hoje várias vezes na mesma zona.

EFE |

Tommaso Iovinitti, de 59 anos e morador de L'Aquila, capital de Abruzzo, a mais atingida pelo terremoto, morreu hoje em um hospital de Téramo.

O homem foi resgatado dos escombros em grave estado e levado a um hospital de Téramo, onde estava internado.

Nesse mesmo hospital, também se encontra entre a vida e a morte Eleonora Calesini, retirada dos escombros na quarta-feira passada, após 42 horas presa nas ruínas.

A terra continua tremendo na região e hoje foram registrados dois terremotos de 3,1 graus na escala Richter, com epicentro entre L'Aquila, Pizzoli e Collimento.

Também houve dois tremores hoje na região da Calábria (sul) e um na província de Pordenone (norte), mas sem registro de vítimas ou danos materiais.

Enquanto isso, os desabrigados celebraram o Domingo de Páscoa nas 32 "tendópolis", acampamentos construídos com tendas de campanha em diversas áreas de L'Aquila.

O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, e o presidente da Câmara dos Deputados, Gianfranco Fini, foram a L'Aquila para passar o dia com os moradores, aos quais o premiê disse que "tirará o mais rápido possível das tendópolis", e anunciou que a reconstrução começará imediatamente. EFE JL/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG