JACARTA - Pelo menos 15 pessoas morreram e 30 ficaram feridas no terremoto de 7,4 graus na escala Richter que hoje sacudiu a ilha indonésia de Java, informaram fontes oficiais.

De acordo com as autoridades, dezenas de casas desmoronaram ou sofreram danos em pelo menos um povoado da região.


Vilarejos tiveram casas danificadas após terremoto / AFP

A cidade de Tasikmalaya, com 840 mil habitantes e localizada a 142 quilômetros do epicentro do tremor, foi a mais afetada eplo abalo sísmico, disse a uma TV local um porta-voz do Centro para a Gestão de Crise.

Segundo informações, as mortes em Tasikmalaya foram registradas em Cibinong (seis), em Sukanegara (quatro) e em outras localidades (cinco).

No município, pelo menos 20 casas e uma mesquita ruíram ou foram danificadas pelo tremor. Em virtude da situação, as autoridades enviaram equipes médicas e de resgate à localidade, segundo uma nota do Ministério da Saúde.

O forte terremoto também provocou danos a prédios da cidade de Bandung, uma das mais povoadas da região.

Alerta de tsunami suspenso

O Centro de Alertas de Tsunami do Pacífico suspendeu o alerta de formação de tsunami após o terremoto.

"Os níveis do mar indicam que não se gerou um tsunami significante, portanto o alerta foi cancelado", indicou o centro em uma nota.

O forte abalo sísmico provocou pânico em Jacarta, onde muitos residentes notaram o tremor e alguns edifícios chegaram a ser evacuados.


Prédios de Jacarta foram evacuados / Reuters

O Serviço Geológico dos Estados Unidos, que vigia a atividade sísmica mundial, indicou que o epicentro do terremoto foi detectado a 62 quilômetros de profundidade, 104 quilômetros ao sudoeste da cidade de Bandung e 198 quilômetros ao sudeste de Jacarta, a capital.

Indonésia está localizada sobre o chamado "Anel de Fogo do Pacífico", uma zona com grande atividade sísmica e vulcânica que é sacudida cerca de 7 mil tremores ao ano, a maioria moderados.

* Como EFE

Leia mais sobre: terremoto

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.