Terremoto destruiu mais de 30.000 hectares de terras agrícolas na China

PEQUIM - O terremoto registrado na segunda-feira passada na província sudoeste chinesa de Sichuan afetou seriamente a produção agrícola na província e de outras regiões vizinhas, informou o Ministério da Agricultura chinês.

EFE |

Além das perdas humanas, o terremoto de 7,8 graus de magnitude na escala aberta de Richter também originou deslizamentos de terras, danificou 33.333 hectares de terras agrícolas, incluindo mais de 10.000 hectares de cultivos de trigo e 20.000 hectares de vegetais nas 13 cidades e distritos mais afetados, disse à imprensa o vice-ministro Wei Chaoan.

Os sistemas de irrigação em algumas áreas também foram destruídos pelo terremoto, por isso que cerca de 100.000 hectares de arrozais poderiam ser utilizadas para cultivos alternativos, afirmou.

"Uma grande quantidade de instalações agrícolas, incluindo mais de 20.000 ferramentas de maquinaria agrícola foram danificadas e o trabalho de reparação será muito difícil", disse Wei.

Sichuan proporciona 6% da produção nacional total de grãos, incluindo 5% do total de cereais, 8% de oleaginosas e 5% de vegetais, disse Wei.

Além disso, mencionou que dos 12,5 milhões de aves de curral e cabeças de gado que morreram por causa do tremor, a maioria era de frangos.

Clique na imagem e veja o infográfico sobre o terremoto na China

Veja também:

  • Começa batalha contra epidemias após terremoto na China
  • Turista alemão é encontrado vivo após 114 horas sob escombros na China
  • Terremoto colocou em perigo represas hidrelétricas na China
  • Cada país é soberano para decidir como quer receber ajuda,diz China
  • Milhares de sapos fugiram do país antes de terremoto
  • Oito pessoas são restagadas com vida de escombros

    Leia mais sobre: terremoto  - China

    • Leia tudo sobre: china

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG