Terremoto deixa ao menos 160 mortos no Paquistão

KARACHI - Equipes de resgate paquistanesas retiraram 160 corpos dos escombros de centenas de casas atingidas por deslizamentos na província de Baluchistan, após um forte terremoto atingir a região na quarta-feira (horário local), disse uma autoridade do governo distrital.

Redação com agências internacionais |

Segundo o Departamento Meteorológico do Paquistão, o tremor teve magnitude 6,5 e aconteceu às 5h10 (21h10 de terça-feira no horário de Brasília).

Autoridades disseram acreditar que várias pessoas ainda estavam enterradas nos escombros.


Moradores da região de Ziarat olham o estrago causado pelo terremoto / Reuters

Em outubro de 2005 um terremoto de magnitude 7,6 matou 73 mil pessoas nas montanhas do norte do Paquistão. No ano passado, as piores enchentes da história de Baluchistan mataram centenas.

O epicentro do terremoto desta quarta-feira ficou próximo do vale de Ziarat, um dos principais destinos turísticos de Baluchistan.

Fuga

Segundo Dilawar Khan, prefeito da cidade de Ziarat, duas áreas da região foram fortemente atingidas.

"Nós estávamos dormindo quando o terremoto começou. Nós pegamos as crianças e saímos de casa. O tremor continuou por mais de um minuto", disse um residente de Pishin. 

O terremoto feriu uma série de pessoas e provocou deslizamentos de terra que destruíram cerca de 1.500 casas e bloqueou estradas. Equipes de resgate ainda tentavam chegar a regiões remotas acima do vale de Ziarat, onde muitas pessoas ainda podem estar soterradas.

"Nossas equipes de resgate continuam trabalhando, já recuperamos 160 corpos de várias vilas em Ziarat", disse Khan.

O distrito de Ziarat tem população de cerca de 50 mil pessoas.


Leia mais sobre terremoto

    Leia tudo sobre: paquistãoterremoto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG