Terremoto de magnitude incomum atinge o norte da Itália

ROMA (Reuters) - Um terremoto de magnitude 5,1 atingiu o norte da Itália nesta terça-feira, perto da cidade de Parma, informou a agência de proteção civil do país. A magnitude do tremor é incomum para a região e foi sentida da capital financeira do país, Milão, até Florença e Trieste.

Reuters |

Assustados, os italianos congestionaram as linhas telefônicas depois do tremor, e as ferrovias foram interrompidas brevemente em alguma linhas, segundo a mídia local.

"Há angústia, muito medo... Na prefeitura da cidade, houve muito pânico", disse Alberto Pazzoni, prefeito de Traversetolo, cidade próxima a Parma e muito perto do epicentro do terremoto.

"Mas as informações que temos da polícia e dos serviços locais de saúde são muito reconfortantes. Não houve ligações para os serviços de emergência", disse.

Os terremotos podem ser particularmente perigosos em algumas partes da Itália, onde prédios construídos há centenas de anos são mantidos sem reparos. Em 2002, um terromoto de magnitude 5,4 derrubou uma escola na região de Molise, no sul do país, matando 27 crianças e um professor.

Enzo Boschi, chefe do Instituto Nacional de Geofísica, disse que este terremoto não pareceu ser "nada catastrófico". Mesmo assim, ele avisou que pode haver mais tremores de magnitude menor nas próximas horas.

"A área (perto do epicentro do terremoto) é bem construída, então não deve haver problemas sérios", disse Boschi à TV Sky Italia.

O Centro Geológico dos Estados Unidos, que estimou a magnitude do tremor em 5,3 graus, disse que ele começou a uma profundidade de 28,9km. O centro classifica tremores neste estágio como moderados.

A agência de proteção civil da Itália disse que a profundidade do terremoto era de 26km.

"Muitas pessoas ficaram assustadas", disse Giordano Bricoli, prefeito da pequena cidade de Neviano degli Arduini, também próxima ao epicentro do terremoto.

Ele estimou que o tremor durou cerca de 20 segundos e afirmou que as autoridades estão verificando se algum prédio desabou.

Leia mais sobre: terremotos

    Leia tudo sobre: itáliaterremoto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG