Terremoto de magnitude 5,6 atinge Cuba

Por Esteban Israel HAVANA (Reuters) - Um terremoto de magnitude 5,6 sacudiu a cidade cubana de Guantánamo e a base naval norte-americana lá situada. O sismo gerou pânico nos habitantes e fissuras em alguns prédios.

Reuters |

Autoridades dizem não haver ocorrências mais graves nem foi emitido alerta de tsunami.

O epicentro do tremor foi a uns 43 quilômetros a sudoeste de Guantánamo e teve uma profundidade de 22 quilômetros, informou o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês).

Os Estados Unidos têm uma base naval na Baía de Guantánamo, onde está localizada uma prisão com 188 detentos.

Um sismo dessa magnitude pode causar danos consideráveis, mas o porta-voz da base afirmou não ter nenhuma notícia deles.

"Foi muito forte. Eu estava no computador quando sentir sacudir e fomos para a rua. Está todo mundo lá. Nada aconteceu no centro da cidade, está tudo normal", afirmou a cubana Lissett Foster à Reuters, dona de uma pousada.

Na cidade de Santiago de Cuba, a 50 quilômetros do epicentro, as comunicações telefônicas foram parcialmente afetadas.

"Foi terrível. Muito forte. Durou mais do que o normal e os telefones só estão recebendo chamadas", disse à Reuters, por telefone, uma cubana de nome Ariadna.

Uma emissora de rádio estatal relatou alguns danos menores, como fissuras em edifícios.

    Leia tudo sobre: cubaguantánamoterremoto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG