Terremoto de 7,1 graus abala Honduras

Um terremoto de 7,1 graus na escala Richter sacudiu na madrugada desta quinta-feira Honduras, com epicentro no Caribe, informou o diretor do departamento de Geofísica da Universidade Nacional Autônoma de Honduras, Gonzalo Cruz.

AFP |

"O terremoto aconteceu às 2h24 (5h24 de Brasília), com grandes proporções na escala Richter, a uma latitude de 16,78 graus norte e 16,16 longitude leste, ao norte da ilha de Roatán", afirmou Cruz.

O Centro de Pesquisas Geológicas dos Estados Unidos (USGS) situou o epicentro do tremor a 10 km de profundidade e 63 km ao nordeste de Roatán.

Até o momento não foram divulgadas informações sobre vítimas ou danos materiais, mas pela magnitude do terremoto as autoridades não descartam muitos prejuízos na zona costeira e em Roatán, a maior das três que integram as turísticas Ilhas da Bahia.

A Cruz Vermelha hondurenha também não tem informações sobre vítimas, segundo a diretora do organismo em Tegucigalpa, Jessie Salazar.

No entanto, ela explicou que ainda não conseguiu entrar em contato com a ilha de Roatán.

O forte tremor, que durou 30 segundos, foi sentido em todo o país, incluindo a capital, provocando pânico entre a população.

O Centro de Alerta de Tsunamis no Pacífico emitiu um alerta para Honduras, Belize e Guatemala em consequência do terremoto.

"Existe localmente uma possibilidade de tsunami que normalmente poderia afetar as costas situadas na zona de até 100 km do epicentro do terremoto", afirma uma nota do centro.

"O alerta da possibilidade envolve as regiões próximas ao epicentro. As áreas mais afastadas do epicentro podem registrar pequenas alterações do nível do mar e correntes costeiras fortes ou incomuns".

No entanto, o centro destaca que "não existe uma ameaça de tsunami destrutivo e generalizado com base no histórico de terremotos e tsunamis".

nl/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG