Pelo menos duas pessoas morreram após tremor. Metrô, aeroporto e serviço de água estão funcionando normalmente na Cidade do México

Um terremoto de uma magnitude de 6,5 graus na escala Richter sacudiu na noite de sábado (10) o centro do México, causando temor entre a população por causa de sua duração, superior a dois minutos, segundo dados preliminares oferecidos pelo Serviço Sismológico Nacional (SSN).

Terremoto de 6,5 atinge o México e causa prejuízos para a população
Reuters
Terremoto de 6,5 atinge o México e causa prejuízos para a população
Não houve notícias imediatas de danos sérios na Cidade do México, mas os serviços de emergência disseram que pelo menos uma pessoa foi morta quando uma casa caiu em Iguala e outra morreu quando uma rocha caiu sobre uma pequena van na estrada entre a capital e Acapulco.

O SSN informou que o epicentro do terremoto foi localizado em um ponto situado a 49 quilômetros ao noroeste da localidade de Zumpango del Rio, no estado mexicano de Guerrero, a cerca de 24 quilômetros de profundidade.

O presidente do México, Felipe Calderón, através de sua conta do Twitter, informou que "não foram reportados no momento danos maiores", e assinalou que a magnitude do terremoto poderia ter chegado a 6,7 graus.

Essa última medição coincide com a oferecida pelo US Geological Survey, o organismo que mede os terremotos a partir dos Estados Unidos.

O chefe de Governo do Distrito Federal, Marcelo Ebrard, também através de sua conta do Twitter, informou que na capital do país foi ativada uma operação para comprovar se havia danos e fazer um balanço do tremor.

Uma primeira comprovação de imagens através das câmaras localizadas na cidade mostrou que não havia "danos visíveis", apesar de o pessoal da Polícia, da Defesa Civil e dos serviços de saúde terem começado um percurso para analisar mais detalhadamente a situação e ver se houve danos estruturais.

O prefeito da Cidade do México assinalou que tanto o metrô, o aeroporto e o sistema de águas da cidade estavam funcionando corretamente. No entanto algumas emissoras informaram de alguns cortes da provisão de energia elétrica em alguns bairros.

Centenas de pessoas saíram para as ruas alarmadas pelo tremor. Muitos deles lembraram o terremoto de 8,1 graus que sacudiu a cidade no dia 19 de setembro de 1985 e deixou 6.000 mortos, segundo dados oficiais, e até 45 mil, de acordo com os números divulgados por organizações civis de afetados.

No sul do México, concretamente na cidade de Acapulco, o tremor também foi sentido com força, como aconteceu no estado de Puebla e na cidade de Cuernavaca, capital do Estado de Morelos.

México se encontra em uma das zonas com mais atividade sísmica do mundo, em um ponto onde interagem grandes placas tectônicas, como a do Pacífico, Cocos, América do Norte, Caribe e Rivera.

Na brecha de Guerrero, de cerca de 230 quilômetros de comprimento, os tremores mais graves oscilam entre 7,5 e 7,9 graus, e teme-se que algum de mais de 8 graus de magnitude possa acontecer eventualmente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.