Por Franl Phiri e Katrina Manson BLANTYRE/DAR ES SALAAM (Reuters) - Um garoto de quatro anos e dois adultos morreram e outras 250 pessoas ficaram feridas neste domingo quando um terremoto de magnitude 6 pontos destruiu o distrito de Karonga, no norte do Malauí.

Uma autoridade local pediu a milhares que deixem suas casas por conta de ameaças de mais tremores.

Outro tremor atingiu a Tanzânia, de acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), mas relatórios iniciais mostraram que não houve registro de feridos ou danos severos.

O terremoto no Malauí, que aconteceu às 4h19 (horário de Brasília), é o mais recente de uma série na área rica em urânio de Karonga este mês. Uma criança de um ano morreu em 8 de dezembro.

"Duas pessoas morreram, uma criança de quatro anos e sua avó, após a casa desabar sobre eles", disse o porta-voz da polícia Enock Livasoni à Reuters.

Outro homem morreu no hospital após não resistir aos ferimentos, disse uma enfermeira que pediu para não ser identificada.

Ela disse que até 250 pessoas chegaram ao hospital feridas, mas não havia nenhum outro paciente em estado grave.

Livasoni disse que os danos provocados nos vilarejos foram extensos, afetando escolas e prédios do governo.

O diretor-executivo da Assembléia de Karonga, Gasten Macheka, disse que cerca de 270 mil pessoas receberam o alerta para deixarem suas casas.

"Nós estamos pedindo a cada um em Karonga para não permanecer em casa ou próximos da região porque a situação é instável", disse ele segundo a agência de notícias sul-africana SAPA.

Ele ainda pediu ajuda do governo e de órgãos internacionais para assistência médica e disposição de alojamentos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.