Termina votação sobre autonomia no departamento boliviano de Tarija

Tarija (Bolívia), 22 jun (EFE).- Os colégios eleitorais do departamento (estado) de Tarija, no sul da Bolívia, fecharam hoje oito horas após o início do referendo autonomista promovido pelo governador local, que faz oposição ao presidente Evo Morales.

EFE |

Juízes eleitorais começaram a apuração na cidade de Tarija, capital do departamento de mesmo nome, por volta das 16h30 (17h30 de Brasília), constatou a Agência Efe.

Segundo informações, 173.231 pessoas se inscreveram para o referendo, quase seis mil a menos que o total de habilitados para outras consultas realizadas há dois anos.

No fim da tarde (hora local), ainda se mantinham latentes pelo menos três focos de tensão no departamento: dois bloqueios camponeses em estradas que ligam Tarija à Argentina e um protesto na capital.

Nessa última manifestação, persistem as ameaças de confronto entre um setor social ligado ao Governo Morales e grupos de jovens universitários defensores da autonomia.

Ao meio-dia de hoje, o presidente da Corte Departamental Eleitoral, Miguel Ángel Guzmán, disse que todos os protestos registrados na região poderiam impedir a votação de apenas 0,6% dos eleitores, razão pela qual considerou a consulta um sucesso. EFE ja/bm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG