Termina eleição no departamento boliviano disputado por Governo e oposição

Sucre (Bolívia), 29 jun (EFE).- As mesas de votação das eleições que definirão o novo governador do departamento (estado) boliviano de Chuquisaca, cuja capital é Sucre, fecharam às 16h (17h de Brasília).

EFE |

As autoridades eleitorais ordenaram o fechamento das seções assim que se completaram as "oito horas contínuas" estabelecidas pela lei boliviana.

Os 210 mil habitantes de Chuquisaca com direito a voto foram às urnas em meio a um clima de calma generalizada, apesar do temor de confrontos violentos.

Os rumores de que cocaleiros favoráveis ao presidente Evo Morales e jovens radicais autonomistas do departamento vizinho de Santa Cruz chegariam a Chuquisaca marcaram as primeiras horas de votação.

O pleito de hoje teve que ser antecipado depois que o governador anterior, o governista David Sánchez, fugiu para o Peru durante os tumultos de novembro, nos quais três pessoas morreram e pelo menos 300 ficaram feridas.

Na ocasião, a população protagonizou um violento protesto contra a Assembléia Constituinte, que tinha excluído de sua agenda o debate sobre a transferência dos poderes Executivo e Legislativo de La Paz para Sucre.

O candidato favorito nas pesquisas é a indígena quíchua Savina Cuéllar, apoiada por universitários e lideranças civis que se opõem até à presença de Evo Morales na cidade.

O segundo nas pesquisas é o sociólogo e ex-ministro Walter Valda, o candidato governista. Em terceiro, aparece Felipe Cruz. EFE az/bm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG