Tentativas de libertação de Gilad Shalit progrediram, diz Peres

O presidente de Israel, Shimon Peres, afirmou que as tentativas de libertação do soldado israelense Gilad Shalit, capturado em 2006 pelo Hamas, progrediram. Todos nós sabemos que avanços foram feitos, anunciou o presidente israelense.

BBC Brasil |

Peres fez a declaração logo depois de uma reunião com o presidente egípcio Hosni Mubarak, no Cairo.

O soldado Gilad Shalit, que hoje tem 23 anos, foi capturado no dia 25 de junho de 2006, quando participava de uma patrulha perto da fronteira de Israel com a Faixa de Gaza.

Desde então as negociações para a troca de prisioneiros não conseguiram avançar muito, mas agora há sinais de movimentação.

A importância desta rápida declaração de Peres não está em seu conteúdo, mas apenas no fato de que esta declaração foi feita.

Importantes figuras políticas israelenses se recusam há tempos a comentar como as negociações para a libertação de Shalit estão progredindo.

Agora existe uma intensa especulação, do lado israelense e do lado palestino, sobre uma possível troca de prisioneiros.

Nesta possível troca Israel libertaria centenas de palestinos, incluindo alguns que estão presos por assassinato, e o movimento islamista Hamas libertaria Shalit.

Já surgiram boatos como este antes. Mas, o que mudou recentemente foi o envolvimento, desde o início de 2009, de um mediador alemão.

E, no mês passado, pela primeira vez, o Hamas forneceu um vídeo mostrando o soldado vivo, em troca da libertação de 20 prisioneiros palestinos por parte de Israel.

Leia mais sobre Israel

    Leia tudo sobre: israel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG