Tentativa de chegar caminhando a Cuzco mata 3 pessoas

Lima, 28 jan (EFE).- Pelo menos três pessoas morreram quando tentavam chegar caminhando até Cuzco a partir da cidade de Abancay depois da estrada que une as duas localidades ser destruída pelas intensas chuvas da região, informou hoje o legislador peruano Oswaldo Luizar.

EFE |

O governador de Apurimac, David Salazar, disse à "Rádio Programas del Perú (RPP)", que quatro pessoas estão desaparecidas na mesma estrada.

Salazar acrescentou que nas últimas três semanas cinco pessoas desapareceram, entre estas estão três menores.

As regiões de Cuzco e Apurimac foram declaradas na segunda-feira em estado de emergência por 60 dias por causa dos estragos das intensas chuvas no Peru.

Ainda não há números consolidados sobre o total de mortos em todo o país, até agora só ocorreram cinco confirmações em Cuzco.

O Instituto Nacional de Defesa Civil (Indeci) mobilizou 35 toneladas de ajuda para os 18.220 desabrigados e 34.730 afetados de Cuzco, informou hoje a agência oficial "Andina".

Na avaliação realizada até ontem, havia 3.644 imóveis destruídos totalmente e 6.946 danificadas parcialmente.

Em meio à crise pelas chuvas e enquanto os olhos estão atentos ao resgate de turistas em Machu Picchu, as autoridades realizam evacuações de milhares de aldeões em Cuzco, entre estes os moradores da localidade de Anta. Mais de 4 mil já teriam sido retirados de suas casas. EFE bds-dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG