Tentativa de assassinato de líder sunita mata 2 no Iraque

Bagdá, 27 jul (EFE).- Pelo menos dois seguranças morreram hoje em uma tentativa de assassinato do dirigente do Partido Islâmico Iraquiano em Faluja, que ficou ferido junto com seu filho.

EFE |

Fontes do Ministério do Interior iraquiano disseram que Zaki Fayadh, líder do Partido Islâmico em Faluja - 50 quilômetros a oeste de Bagdá -, foi alvo de um atentado, cometido com a colocação de uma bomba sob o seu veículo.

O explosivo, detonado ligaram o carro, deixou gravemente ferido o filho do político, que também foi levado para o hospital.

Fayadh é dirigente do Partido Islâmico Iraquiano de Faluja, capital da província de Al-Anbar, e deputado no Parlamento por esta província.

Em comunicado, a legenda, uma das principais do país, condenou o atentado e denunciou que o ataque faz parte "das tentativas criminosas contra os líderes do partido no Iraque e na província de Al-Anbar".

"Estas tentativas fracassadas tentam afetar a situação do partido na cidade (de Faluja), com vistas às eleições provinciais, previstas para outubro. EFE am/rb/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG