Temporão inicia viagem à Índia para impulsionar cooperação empresarial

Nova Délhi, 28 jul (EFE).- O ministro da Saúde José Gomes Temporão iniciou hoje uma visita oficial à Índia com o objetivo de impulsionar a cooperação empresarial entre a indústria farmacêutica dos dois países e estimular investimentos nessa nação asiática.

EFE |

Temporão, que viaja acompanhado de uma delegação empresarial, se reuniu com o ministro da saúde indiano, Anbumani Ramadoss, no primeiro dia de uma visita que se estenderá até quarta-feira.

O secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde brasileiro, Reinaldo Guimarães, disse à Agência Efe que o encontro tinha se desenvolvido de forma positiva.

Segundo Guimarães, essa é a primeira viagem que um ministro da Saúde do Brasil faz à Índia para discutir questões relacionadas com a indústria farmacêutica e acrescentou que a visita, além de um alto conteúdo empresarial, tem o objetivo de "reforçar a cooperação sul-sul".

O secretário qualificou essa cooperação de "relação simétrica" ao contrário da que se estabelece "entre o norte e o sul".

Além disso, destacou a sintonia existente entre Brasil e Índia por serem "dois países emergentes, que iniciaram sua industrialização de forma tardia e que hoje em dia têm peso junto aos organismos internacionais".

Com esta visita, o Brasil pretende facilitar a importação de tecnologia para a indústria farmacoquímica e o investimento direto de companhias brasileiras na Índia, especialmente no campo da produção de remédios.

O ministro da Saúde indiano destacou que é necessário "o desenvolvimento, em associação com a Organização Mundial de Saúde, das capacidades de outros países em desenvolvimento para que legislem e apliquem direitos de propriedade intelectual de modo que se potencializem os benefícios dos serviços de saúde públicos".

Em comunicado, Ramadoss ressaltou que existem três âmbitos nos quais ambos os países pretendem reforçar suas relações: a investigação, a potencialização das mudanças no estilo de vida através da medicina tradicional indiana e da ioga e a biotecnologia e a produção de remédios.

Além disso, o ministro indiano encorajou as empresas brasileiras a identificar oportunidades de negócio e, assim, aumentar o investimento no país asiático.

Está previsto que amanhã Ramadoss e Temporão se reúnam com a ministra da Saúde sul-africana , Manto Tshabalala-Msimang, para revisar os acordos de cooperação em pesquisa e produção e exportação de remédios genéricos. EFE mb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG