Temporão diz que gripe comum preocupa mais que a nova

São Paulo, 6 jul (EFE).- O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, disse hoje que a gripe comum é um problema muito mais sério que a suína, que causou a morte de uma pessoa no Brasil e contaminou pelo menos 905.

EFE |

"Lembro-me que 70 mil pessoas morreram no Brasil em 2006, por complicações causadas pela gripe comum. É um problema muito mais sério de saúde pública do ponto de vista dos óbitos", disse o ministro, após uma visita a um hospital em São Paulo.

Temporão afirmou que a gripe é uma doença "nova" e que "tudo pode passar", por isso lembrou que seu Ministério mantém "a guarda sete dias por semana, 24 horas por dia".

As autoridades brasileiras confirmaram hoje outros 20 casos da gripe, o que eleva o total de infectado no país para 905, dos quais "quase todos receberam alta ou estão em processo de recuperação".

Até a sexta-feira passada, 1.414 pessoas tinham sido contabilizadas com sintomas similares aos do vírus da gripe, que estão sob estrita vigilância médica, segundo o último boletim médico do Ministério.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE mp/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG