Temporais matam 12 pessoas no sul e no centro da China

Pequim 14 jun (EFE).- Doze pessoas morreram nos últimos dois dias por causa do temporal que atinge o sul e o centro da China, informou a agência oficial Xinhua.

EFE |

As chuvas torrenciais, que destruíram mais de 10 mil casas, afetaram milhões de pessoas nas províncias de Jiangxi, Hunan, Hubei, Cantão e na região autônoma de Guangxi Zhuang.

As precipitações excederam os 300 litros por metro quadrado em várias zonas das mencionadas regiões durante as últimas 48 horas.

As autoridades locais confirmaram que cinco pessoas morreram em Guangxi (sul) por causa de deslizamentos de terra e do desmoronamento de suas casas.

As precipitações também causaram o bloqueio de duas estradas em sua passagem por Guangxi, após uma avalanche de rocha e pedras.

Uma tempestade na cidade de Shenzen (província de Cantão) matou seis pessoas, quatro delas por causa do desmoronamento do imóvel onde viviam e outras duas eletrocutadas por um raio, segundo as autoridades locais.

Finalmente, na província de Jiangxi, um deslizamento de terra causado pelas intensas chuvas (191 litros por metro quadrado em 24 horas) sepultou uma mulher no distrito de Shangyou.

O Birô Nacional de Meteorologia alertou que as tempestades continuarão durante todo o fim de semana. EFE gmp/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG