Temporais deixam pelo menos 61 mortos no Paquistão

(eleva o número de vítimas fatais e acrescenta detalhes) Islamabad, 4 ago (EFE) - Grandes inundações e fortes chuvas registradas entre domingo e esta segunda-feira em boa parte do Paquistão deixaram pelo menos 61 pessoas mortas e milhares de desabrigados, informaram fontes oficiais.

EFE |

Um porta-voz do Governo da Província da Fronteira do Noroeste (NWFP), citado pela emissora "Geo TV", informou que 17 corpos foram recuperados em diferentes áreas da região, enquanto outras 30 pessoas morreram no distrito tribal de Khyber, na fronteira com o Afeganistão.

O temporal destruiu centenas de casas, várias estradas e obrigou milhares de pessoas a irem para áreas mais seguras.

Na capital provincial, Peshawar, muitas casas foram inundadas e a principal estrada que liga o Paquistão ao Afeganistão foi fechada ao tráfego.

O temporal também fez estragos nas províncias de Punjab (leste) e Sindh (sudeste) e, hoje, causou a morte de 14 pessoas, segundo uma fonte oficial citada pela emissora "Dawn".

Em Punjab, muitos povoados estão ilhados e os trabalhadores de origem chinesa que trabalhavam na construção de um canal na localidade de Kachchi foram retirados da região em um helicóptero junto com outros aldeões.

As inundações no local alagaram totalmente 15 quilômetros e causaram grandes danos materiais.

As autoridades já prepararam campos de apoio para oferecer alojamento e comida a aproximadamente seis mil pessoas que tiveram de abandonar suas casas em Punjab.

O Governo ordenou o desdobramento de tropas para realizar trabalhos de resgate e evacuação em vários povoados. EFE igb/fh/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG