Temporais deixam pelo menos 4 mortos no centro e sul da Itália

Roma, 21 jun (EFE).- Pelo menos quatro pessoas morreram hoje e outra está desaparecida devido às fortes chuvas e ventos que afetam grande parte da Itália, principalmente o centro e o sul do país.

EFE |

Um dos mortos é um homem de 81 anos, que morreu afogado depois que seu carro foi arrastado pelas águas quando passava por um túnel que ficou alagado na cidade de Lecce, sul do país.

Em Cavallino, na província de Lecce, uma mulher de 60 anos morreu ao ficar presa dentro do elevador de sua casa, inundado pela água no porão.

Os outros dois mortos são duas mulheres de 35 anos, naturais da Moldávia e que morreram arrastadas pelas águas quando tomavam banho na praia de Sottomarina, próxima a Venencia.

O desaparecido é o capitão de um barco de turistas que, no meio do forte temporal, se jogou no mar na zona da ilha de Elba conhecida como Punta di Fetovaia para recuperar uma pequena lancha que tinha se separado da embarcação.

O mau tempo afetou principalmente as regiões de Campânia, Apúlia e Nápoles, no sul.

Em Nápoles, capital de Campânia, a forte tempestade causou inundações e obrigou ao fechamento de várias estações de metrô.

Na Calábria foi registrada uma tromba d'água de ar e a chuva causou problemas à circulação, enquanto em San Giovanni Rotondo, em Apúlia, uma forte tempestade caiu logo após o fim da missa que foi oficiada na cidade onde está enterrado o santo Padre Pio de Pietrelcina.

Em Roma caiu uma forte tempestade, que causou a inundação de algumas estradas e ruas da periferia, enquanto um forte vendaval afetou a zona litorânea, um dia depois que outro vendaval causou a morte de um jovem quando praticava kitesurf em uma praia. EFE jl/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG