Templo budista japonês que se negou a receber tocha olímpica amanhece pichado

O templo budista japonês que se negou a receber a chama olímpica para protestar contra a repressão chinesa no Tibete foi alvo da ação de vândalos, informou neste domingo uma fonte policial.

AFP |

Seis pichações feitas com tinta branca e que não contêm mensagem alguma foram encontradas neste domingo pela manhã nos pilares e nas portas do templo de Zenkoji, em Nagano (centro).

O templo de madeira, que tem 1.400 anos, considerado tesouro nacional, deveria ser segundo o programa inicial o ponto de partida do revezamento da chama no Japão no dia 26 de abril. No entanto, na sexta-feira anunciou que se negava a receber o símbolo dos Jogos Olímpicos de Pequim (8-24 de agosto).

"Temos que averiguar ainda se existe uma correlação entre este ato e o revezamento da tocha. Pode ter se tratado de uma brincadeira de mal gosto", informou um porta-voz da Polícia de Nagano.

"Lamentamos profundamente o que aconteceu. Estamos indignados pelos danos infligidos a nosso patrimônio cultural", lamentou Shinsho Wakaomi, um alto funcionário administrativo do templo.

sps/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG