Tempestades rasgam Europa e matam até 50 na França

PARIS (Reuters) - Violentas tempestades varreram a Europa neste fim de semana, matando até 50 pessoas na França e ameaçando causar mais estragos com ventos fortes e chuvas torrenciais se movendo para o norte do continente, afirmaram autoridades. As tempestades arrancaram árvores e sinais de ruas, despejaram entulho sobre linhas ferroviárias e forçaram o cancelamento de centenas de voos em aeroportos de cidades como Paris e Frankfurt.

Reuters |

Três pessoas morreram na Espanha, duas na Alemanha e uma em Portugal, mas a França foi a mais atingida por fortes chuvas, fortes rajadas de vendo e marés altas que destruíram muros costeiros. Vinte e cinco pessoas morreram somente na cidade de L'Aiguillon sur Mer, afirmou o prefeito à TV francesa.

"É uma catástrofe natural", afirmou o ministro do interior da França, Brice Hortefeux, à BFM TV, estimando que o número total de mortos na França ficará entre 45 e 50 pessoas. Ele alertou que marés altas podem causar mais estragos.

As regiões francesas de Vendee e Charente Maritime enfrentaram força maior da tempestade e foram colocadas em estado de alerta de enchente juntamente com partes da Bretanha.

Árvores centenárias foram arrancadas dos jardins do palácio de Versailles, próximo de Paris, segundo a rádio francesa Info.

A tempestade também provocou o corte da eletricidade para mais de 1 milhão de pessoas, informou a empresa encarregada da distribuição de energia na França, a EDF.

O serviço de trem de alta velocidade TGV ficou seriamente prejudicado por conta de árvores caídas e outros obstáculos espalhados pelos trilhos, disse a operadora SNCF.

Enquanto isso, a Air France informou ter cancelado mais de 100 vôos neste domingo e mais da metade de todos os vôos decolando de Paris sofreram atrasados significativos, disse o Aeroports de Paris.

Algumas áreas da Espanha também ficaram sem energia, mas o ministro do Interior espanhol, Alfredo Perez Rubalcaba, disse durante coletiva que o serviço está sendo restabelecido.

Duas pessoas morreram perto da cidade espanhola de Burgos, norte do país, após serem atingidas por árvores e uma mulher morreu quando foi atingida por uma parede que caiu no noroeste da Espanha.

Meteorologistas disseram que a tempestade, batizada de Xynthia, se dirigia para o nordeste da França e poderia atingir a Bélgica e Dinamarca.

O instituto de meteorologia da Bélgica prevê rajadas de ventos de mais de 120 quilômetros por hora neste domingo.

Rajadas de vento de até 100 quilômetros castigavam as regiões do norte da França pela manhã, informou a Meteo France em sua página na Internet.

Mais ao norte, a maior parte da Inglaterra e do País de Gales está sob alerta de enchentes, com fortes rajadas de ventos e intensas chuvas esperadas após as torrenciais tempestades durante a noite.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG