TÓQUIO - A aproximação de uma tempestade tropical provocou deslizamentos e enchentes no Japão, matando ao menos 13 pessoas, disseram autoridades nesta segunda-feira. Com mais essas mortes, o número de óbitos decorrentes do clima no nordeste asiático nos últimos dias subiu para cerca de 50.

A tempestade tropical Ertau está se aproximando do Japão após o tufão Morakot ter atingido as Filipinas, Taiwan e China, matando ao menos 37 pessoas e derrubando construções.

Mais de 47 mil pessoas do oeste japonês foram avisadas para deixarem suas casas, de acordo com a emissora de TV local NHK, após a Agência Meteorológica do Japão ter feito um alerta de chuvas, enchentes e deslizamento para muitas áreas do oeste e região central do país.


Tempestade tropical atinge a costa japonesa / AP

Vários voos domésticos e serviços de trem foram cancelados e algumas rodovias foram parcialmente fechadas, de acordo com a NHK.

Ao menos 12 pessoas foram mortas em Hyogo, no oeste do Japão, disse um policial. Ele não pôde confirmar como as mortes aconteceram.

Além disso, uma mulher de 68 anos morreu quando um deslizamento atingiu sua casa em Okayama, também no oeste, disse uma autoridade local.

A tempestade tropical Ertau deve atingir o centro do Japão na terça-feira, segundo a agência meteorológica do país.

Tufão Morakot

O tufão Morakot matou 22 pessoas nas Filipinas e depois chegou a Taiwan, onde deixou mais 14 mortos.


Hotel é levado pelas águas em Taiwan / Reuters

Na sequência o Morakot atingiu a populosa costa leste da China, derrubando mais de 1.800 casas na província de Zhejiang e matando ao menos uma criança, segundo a agência de notícias oficial Xinhua.

Um milhão de pessoas foram retiradas de suas casas antes da tempestade chegar.

Uma autoridade da agência de desastres do governo de Taiwan disse que chuvas torrenciais provocaram deslizamentos que soterraram uma vila com cerca de 100 pessoas no distrito de Kaohsiung, no sul do país.

"As operações de resgate ainda estão em andamento e nós resgatamos 45 pessoas da vila por enquanto", disse Liang Yuchu, uma autoridade da agência do governo.

Leia mais sobre: tufões

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.