Tempestade tropical Fay causa grandes inundações no litoral sudeste dos EUA

A tempestade tropical Fay causava hoje grandes inundações em cidades da costa leste da Flórida (sudeste dos Estados Unidos) onde, quase estacionado, o fenômeno trazia chuva torrencial e rajadas de mais de 85 km/h.

Redação com agências internacionais |

Reuters
  Moradores arrumam escombros deixados pela tempestade tropical em Palm Beach

Rios e canais que transbordavam, ruas totalmente cobertas pela água e grande número de casas destruídas e inundadas era o panorama observado no leste e no centro da Flórida.

A situação era crítica em vários pontos a leste do Lago Okeechobee, em especial nos arredores de Fort Pierce.

A chuvas na Flórida já registram um acúmulo de até 40 cm, e em alguns locais, de 75 cm, segundo o centro de furacões, com sede em Miami.

O sistema tocou terra na terça-feira em Cabo Romano, no litoral sudoeste da Flórida, e avançou em direção ao interior descarregando fortes chuvas.

No condado de Santa Lúcia, na costa leste, as chuvas causadas por "Fay" geraram inundações que afetaram milhares de imóveis, mas não houve vítimas mortais ou feridos graves.

Os especialistas tinham previsto inicialmente que "Fay" se fortaleceria uma vez que deixasse a Flórida e fosse ao Atlântico, mas o vórtice do sistema permanece estacionário no interior do estado e se desloca lentamente.

"Fay" apresenta ventos máximos sustentados de 85 km/h, com rajadas mais fortes, e "não se espera nenhuma mudança significativa em sua intensidade durante as próximas 24 horas", indicou o NHC em seu último boletim.

Espera-se que a tempestade "retome hoje à tarde sua lenta marcha em direção ao norte, com um giro rumo ao noroeste na quinta-feira", disse o NHC, com sede em Miami.

Permanece em vigor um alerta de tempestade tropical (passagem do sistema em 24 horas) de Fort Pierce até o norte de Altamaha Sound, na Geórgia.

Há um aviso de tempestade (passagem do sistema em 36 horas) do norte de Altamaha Sound até o rio Savannah.

Os especialistas advertem de que o sistema poderia gerar tornados isolados sobre zonas do nordeste da Flórida, assim como fortes chuvas no centro-leste e nordeste do estado e no sudeste da Geórgia.

Vítimas perto do Caribe

"Fay" já deixou sete mortos em sua passagem pelo Haiti, cinco na República Dominicana e outros dois na Jamaica.

Durante esta temporada atlântica, que começou em 1º de junho e termina em 30 de novembro, foram formadas seis tempestades tropicais: "Arthur", "Bertha", "Cristobal", "Dolly", "Edouard" e "Fay", das quais a segunda e a quarta se transformaram em furacões.

A Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera (NOAA, em inglês) informou em sua previsão atualizada de agosto que a temporada atlântica registrará uma maior atividade este ano, com a formação de entre 14 e 18 tempestades tropicais, das quais entre sete e dez poderiam se transformar em furacões.

(*Com informações das agências AFP e EFE)

Leia mais sobre: tempestades tropicais

    Leia tudo sobre: tempestades tropicais

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG