Tempestade tropical Fay ameaça Cuba, após deixar dois mortos

A tempestade tropical Fay atravessou, neste sábado, Haiti e República Dominicana, onde deixou pelo menos dois mortos e quatro desaparecidos, e ameaça se transformar em furacão nas próximas horas, enquanto segue na direção de Cuba, Jamaica, Bahamas e Flórida.

AFP |

Na passagem de Fay pela República Dominicana, entre ontem e hoje, uma mulher de 34 anos morreu afogada no aumento de volume das águas de um rio na cidade de Higuey, 140km ao leste de Santo Domingo, onde pelo menos outras três pessoas estão desaparecidas, informou o Centro de Operações de Emergência.

Segundo o governador local, Pedro Rojas Morillo, 200 pessoas que tiveram suas casas inundadas estão abrigadas em um centro comunitário.

Fay também cruzou o Haiti, que estava em alerta vermelho e com várias áreas debaixo d'água, onde matou uma pessoa e deixou outra desaparecida, segundo a Defesa Civil.

Às 24H00 GMT (21H00 Brasília), o centro de Fay estava a 100 km a sudoeste de Guantanamo, Cuba.

Os ventos eram de 70 km/h, segundo o relatório do Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos, que advertiu que Fay pode ganhar força "esta noite ou no domingo" e se "transformar em furacão ao se aproximar do oeste de Cuba".

A expectativa, para os próximos dois dias, é que o fenômeno chegue a Cuba, onde já existem alertas de possível furacão nas províncias do leste. Depois, Fay poderá alcançar a península da Flórida.

Essa é a sexta tempestade tropical da temporada de furacões, que se inicia em 1º de junho e se estende por seis meses.

aic/tt/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG