Marco chega a terra no litoral central do México - Mundo - iG" /

Tempestade Marco chega a terra no litoral central do México

Miami, 7 out (EFE).- A tempestade tropical Marco chegou hoje a terra, no litoral central do México, a cerca de 90 quilômetros ao noroeste de Vera Cruz, informou o Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos.

EFE |

O NHC afirmou que o centro de "Marco" estava localizado próxima à latitude de 19,9 graus norte e da longitude 96,6 graus oeste, ao tocar a terra, ao meio-dia.

Além de Vera Cruz, a tempestade também está perto de Tuxpan, a cerca de 130 quilômetros ao sudeste desta cidade.

O Governo do México suspendeu o alerta de furacão, mas mantém a vigilância de tempestade tropical de Vera Cruz ao Cabo Vermelho, a norte.

Autoridades de Vera Cruz decretaram hoje a evacuação de 2 mil pessoas e a suspensão das aulas nos colégios pela chegada da tempestade tropical a uma região que ainda não se recuperou das fortes chuvas dos últimos dias.

A Defesa Civil emitiu alerta máximo para pelo menos 20 cidades, entre elas, Gutiérrez Zamora, Tecolutla, Cazones, Tuxpan e Álamo.

"Marco" desloca-se em sentido oeste a uma velocidade de translação de 13 km/h, rumo ao interior do México.

É esperada uma mudança de sua direção para o noroeste ainda esta tarde ou pela noite.

A tempestade tropical "Marco" apresenta ventos sustentados de até 100 km/h, mas com rajadas mais fortes. Os meteorologistas prevêem seu lento enfraquecimento durante as próximas 24 horas.

Espera-se que "Marco", a 13ª tempestade tropical da temporada de furacões na bacia atlântica, se dissipe amanhã, segundo o NHC, com sede em Miami.

Além de tempestades, a atual temporada de ciclones no Atlântico - da 1º de junho a termina em 30 de novembro - teve seis furacões.

Os meteorologistas da Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera (NOAA, em inglês) dos EUA previram que esta temporada seria muito ativa, com a possível formação de entre 14 e 18 tempestades tropicais, das quais de sete a dez poderiam se transformar em furacões. EFE emi/ab/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG