Bertha perde um pouco de força em sua caminhada - Mundo - iG" /

Tempestade Bertha perde um pouco de força em sua caminhada

Miami, 17 jul (EFE).- A tempestade Bertha, considerada pelos meteorologistas como a mais persistente do mês de julho desde que se tem registro, perdeu hoje de novo um pouco de intensidade em seu avanço pelas águas do Atlântico Norte, informou o Centro Nacional de Furacões (NHC, em inglês) dos Estados Unidos.

EFE |

Os meteorologistas do NHC, com sede em Miami, informam em seu boletim das 6h (horário de Brasilia) que a "Bertha" apresenta ventos máximos sustentados de 95 km/h e que é esperado "um pequeno enfraquecimento do sistema hoje, com poucas mudanças para amanhã".

O olho de "Bertha" estava naquele momento próximo da latitude 34,5 graus norte e da longitude 59,2 graus oeste, cerca de 575 quilômetros a leste-nordeste das Bermudas.

A tempestade tropical se movia em direção ao sudeste a cerca de 17 km/h e se prevê "uma mudança de direção hoje para o leste e para o norte amanhã, com uma aumento de sua velocidade de translação".

A tempestade se formou em 3 de julho e, quatro dias depois, se transformou em um furacão de categoria três na escala de intensidade Saffir-Simpson, que vai até cinco.

Depois, "Bertha" perdeu força e tornou-se tempestade, e na segunda-feira passada atingiu Bermudas com fortes chuvas e ventos máximos sustentados de 110 km/h, que deixaram sem energia elétrica cerca de 4.000 casas.

Durante a temporada de furacões do Atlântico norte de 2008, que começou em primeiro de junho e termina em 30 de novembro, houve a formação de duas tempestades tropicais, "Arthur" e "Bertha", esta última que se tornou o primeiro ciclone da temporada.

Os meteorologistas previram que a temporada será "ligeiramente mais ativa" do normal, com a formação de entre seis e nove furacões e de 12 a 16 tempestades tropicais. EFE emi/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG