Tempestade que castigou França pode custar até 1,4 bilhão de euros

Paris, 3 fev (EFE).- A tempestade que castigou o sudoeste da França há dez dias e que causou oito mortes, vários danos materiais e deixou temporariamente sem energia elétrica cerca de 2 milhões de famílias, custará entre 1 bilhão e 1,4 bilhão de euros, segundo a Federação Francesa de Sociedades Seguradoras (FFSA).

EFE |

O número de incidentes que o temporal deixou no dia 24 de janeiro, quando foram registrados ventos de até 192 km/h em alguns pontos do sudoeste do país, foi de entre 400 mil e 600 mil, disse hoje o presidente da FFSA, Bernard Spitz, após uma reunião com a ministra da Economia francesa, Christine Lagarde.

Dois dias depois da passagem da tempestade, foi declarado o estado de catástrofe natural nos nove departamentos atingidos pelos fortes ventos.

Assim, as pessoas que tivessem contratado um seguro sobre suas casas, automóveis ou empresas podem reivindicar da companhia seguradora o pagamento imediato das indenizações. EFE jaf/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG