MIAMI (Reuters) - A tempestade tropical Omar recuperou na sexta-feira a intensidade de furacão sobre o Atlântico, mas não ameaça terras emersas, depois de passar nesta semana pelo norte do Caribe. Ele se enfraqueceu depois de resvalar nas ilhas Virgens Americanas e em outras ilhotas caribenhas, mas o Centro Nacional de Furacões dos EUA disse que seus ventos regulares voltaram a 120 quilômetros por hora, o que o coloca um pouco acima do limite dos furacões, cerca de mil quilômetros a leste de Bermuda.

Esta é a 15a grande tempestade tropical nesta temporada no Atlântico, que está excepcionalmente agitada.

(Reportagem de Jim Loney)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.