Tempestade Omar deve se formar no Caribe ainda na terça-feira

NOVA YORK - O Centro Nacional de Furacões dos EUA informou nesta terça-feira que uma depressão tropical presente no Caribe deve alcançar ao longo do dia ventos de 63km/h, tornando-se a mais nova tempestade da temporada, com o nome Omar.

Reuters |

Às 9h de Brasília, a Depressão Tropical 15, como é chamada atualmente, estava cerca de 580 quilômetros a sudoeste de San Juan (Porto Rico), e 225 quilômetros ao norte de Curaçao, deslocando-se pelo Caribe na direção sudeste a 4,8 quilômetros por hora e com ventos regulares de 56 quilômetros por hora.

Os modelos climáticos indicam que a tempestade atravessará Porto Rico e rumará para nordeste, entrando pelo Atlântico.

O sistema já provoca fortes chuvas nas Antilhas Holandesas, e está em vigor um alerta contra tempestades em Porto Rico, Ilhas Virgens (Americanas e Britânicas) e o leste da República Dominicana.

O próximo boletim sobre a Depressão Tropical 15 será divulgado às 12h.

Outra depressão tropical, chamada Nana, se dissipou na madrugada de terça-feira, bem a leste das ilhas Sotavento. Mas uma área de baixa pressão muito bem definida no oeste do Caribe, cerca de 100 quilômetros a nordeste da fronteira entre Honduras e Nicarágua, se tornou mais forte, segundo o Centro Nacional de Furacões.

Esse sistema de baixa pressão pode se tornar uma depressão tropical ainda na terça-feira, caso permaneça sobre a água. Os EUA devem enviar na noite de terça-feira um avião da Reserva da Força Aérea para investigar o sistema e estimar sua força.

Outra área de baixa pressão, esta mais fraca, está a sul-sudeste dos vestígios da Nana, bem a oeste da mais meridional das ilhas de Cabo Verde. Ventos superiores desfavoráveis devem fazer com que esse sistema não se desenvolva mais.

Nenhum desses eventos climáticos deve ameaçar a produção de petróleo e gás do golfo do México.

Leia mais sobre furacão

    Leia tudo sobre: furacão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG