MIAMI (Reuters) - A tempestade tropical Kyle avança na sexta-feira sobre o oceano Atlântico e ameaça se tornar uma furacão na noite de sábado, antes de chegar à costa nordeste da América do Norte, segundo meteorologistas. Surgida na quinta-feira, a tempestade tropical tem ventos regulares de 95 quilômetros por hora e às 12h (hora de Brasília) se deslocava a 13 quilômetros por hora na direção norte-noroeste, cerca de 760 quilômetros a sul-sudoeste de Bermuda, de acordo com o Centro Nacional de Furacões dos EUA, com sede em Miami.

Nesse ritmo, a tempestade deve atingir no domingo a região da Nova Inglaterra (nordeste dos EUA) e províncias do Canadá na condição de furacão da categoria 1.

Esse sistema já provocou vários dias de chuva em Porto Rico, Ilhas Virgens, República Dominicana e Haiti, antes de se deslocar para o norte, Atlântico adentro. Pelo menos quatro pessoas morreram e várias casas foram inundadas em Porto Rico.

Bermuda, uma possessão britânica, está em estado de alerta, e nas próximas 24 horas Kyle deve ganhar ainda mais força. Esta é a 11a tempestade da atual temporada, seguindo-se a uma "trégua" desde Josephine, no dia 2.

Os meteorologistas previam que a temporada de seis meses, que vai até 30 de novembro, resultasse em até 18 ciclones, devido a condições propícias como mar aquecido e ventos constantes, entre outros.

Na sexta-feira, os meteorologistas disseram que também estão atentos para um princípio de tempestade que se aproxima da península do Yucatán e da baía de Campeche (México), uma área onde há exploração de petróleo. O mais provável, porém, é que o sistema se dissolva sobre Yucatán.

(Reportagem de Tom Brown)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.