Tempestade Ike se forma e pode virar furacão

MIAMI (Reuters) - A nona tempestade tropical desta intensa temporada no Atlântico Norte, chamada Ike, formou-se na segunda-feira a meio caminho entre a África e o Caribe, e pode rapidamente virar um furacão. No mesmo dia, o furacão Gustav atingiu Nova Orleans, e o Hanna ganhou força ao se aproximar do sudeste das Bahamas.

Reuters |

A temporada de furacões dura seis meses, e seu auge normalmente ocorre em torno de 10 de setembro. Na média, cada temporada tem 10 tempestades tropicais, das quais 6 evoluem para furacões.

A formação do Ike, e a possibilidade de que outra depressão tropical surja logo em seguida, comprovam que a atual temporada está sendo bem mais intensa que o habitual, o que é uma má notícia para milhões de habitantes do Caribe e do sul dos EUA, e também para o setor de gás e petróleo do golfo do México.

Às 18h (hora de Brasília), a tempestade Ike estava cerca de 2.250 quilômetros a leste das ilhas Sotavento, deslocando-se para oeste a 26 quilômetros por hora com ventos regulares de 85 quilômetros por hora, segundo o Centro Nacional de Furacões dos EUA. A previsão é de que dentro de 36 horas já haja ventos suficientes para ser considerado furacão (acima de 119 quilômetros por hora).

(Reportagem de Michael Christie)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG