Tempestade de areia do Deserto de Gobi continua cobrindo Pequim

PEQUIM- A tempestade de areia do Deserto de Gobi que chegou no sábado passado a Pequim continua cobrindo a capital chinesa, que também apresenta nesta segunda-feira altos níveis de poluição que poderiam até representar um perigo para a saúde dos moradores.

EFE |

Por isso, o Instituto de Meteorologia da China sugere aos cidadãos que permaneçam em suas casas e utilizem máscaras e óculos para prevenir os danos nos olhos e nas vias respiratórias.

AFP
Taipei 101, um dos prédios mais altos do mundo, é visto sob grossas nuvens de poeira

Arranha-céu Taipei 101 é visto sob nuvem de poeira


Segundo o instituto, a temperatura ficará nos próximos dias em 15 graus centígrados com um vento forte, mas menor que de sábado passado, que trouxe 150 mil toneladas de terra amarela procedente do noroeste.

O Birô de Proteção Ambiental informou há poucos dias que a tempestade que cobriu a cidade é umas das piores que os habitantes locais lembram.

Durante semanas o pó percorreu as regiões da Mongólia Interior, Xinjiang e Ningxia e as Províncias tibetanas de Gansu e Qinghai, no noroeste do país.

"O norte da China ainda está sofrendo a tempestade de areia e se prevê que esta continuará acompanhada de um forte vento", acrescentam as fontes.

Leia mais sobre China

    Leia tudo sobre: chinatempestade

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG