Tempestade Andrés vira furacão e deixa 1 morto no México

CIDADE DO MÉXICO - A tempestade tropical Andrés se transformou, nesta terça-feira, no primeiro furacão da temporada de tormentas na costa mexicana do Pacífico. As chuvas e ressacas do Andrés causaram uma morte. O epicentro do furacão se localizava a cerca de 100 quilômetros do balneário mexicano de Manzanillo. Os ventos chegavam a 120 quilômetros por hora, segundo relato do Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos.

Reuters |

Reuters

Pessoas empurram carro após tempestade inundar
vizinhança de Acapulco no México

Ainda que a expectativa seja que o olho do furacão não chegue à terra, os ventos fortes e a chuva derrubaram árvores e provocaram a morte de um homem de 33 anos, que pescava entre Acapulco e Zihuatanejo.

"Essa pessoa infelizmente foi pescar na zona de praias e foi arrastada por uma onda", disse Roel Ayala, da Defesa Civil do Estado de Guerrero.

O Andrés, que avançava a 20 km/h na direção noroeste, passaria ao longo das costas dos Estados de Michoacán, Colima e Jalisco. O furacão, segundo os prognósticos, se viraria depois para o mar e perderia força.

As autoridades afirmaram que esses três Estados continuariam em alerta.

"O Andrés seguirá hoje muito próximo à costa mexicana", afirmou em comunicado o Centro de Furacões norte-americano. A mensagem acrescenta que, embora o Andrés tenha acabado de virar um furacão, calcula-se que ele enfraqueça em um ou dois dias.

Por conta do Andrés, o governo mexicano fechou portos no país. No balneário de Acapulco, as atividades escolares foram suspensas, e pessoas foram retiradas de suas casas devido a enchentes.

A temporada de furacões começou em 1 de junho e vai durar seis meses.



Leia mais sobre furacão

    Leia tudo sobre: furacãoméxicotempestade

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG