Temperatura na Terra pode subir mais que o esperado, diz estudo

Washington, 19 dez (EFE).- O aumento da quantidade de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera pode ter um efeito muito maior na temperatura do mundo do que se acreditava até agora, adverte um estudo publicado hoje pela revista Nature Geoscience.

EFE |

Segundo cientistas da Universidade da Califórnia e da Universidade de Yale, a análise de sedimentos em diferentes partes do mundo revelou que um pequeno aumento do CO2 produziu uma elevação substancial da temperatura há cerca de cinco milhões de anos, quando era 3 ou 4 graus centígrados superior à atual.

O CO2 e outros gases estufa apanham o calor na atmosfera, o que aumenta a temperatura do ar e do mar e propicia mudanças relativamente imediatas nos níveis de vapor de água na atmosfera, nas nuvens e no gelo marinho.

As mudanças produzem modificações de longo prazo na superfície das plataformas de gelo continentais, na vegetação em terra e na circulação oceânica. Christina Ravelo, professora de ciências oceânicas da Universidade da Califórnia, explica que tudo isso leva a um aumento adicional da temperatura global.

"Isso diz que os componentes mais lentos do sistema da Terra podem ampliar o efeito das pequenas mudanças na composição do gás estufa na atmosfera", afirmou.

Mark Pagani, professor de geofísica e geologia da Universidade de Yale, indicou que o estudo revela que o clima da Terra é mais sensível ao dióxido de carbono atmosférico do que o que se discute nos círculos de política.

"Como não há indicação de que o futuro será diferente do passado, devemos esperar uns 2 graus de aquecimento mesmo se mantivermos as concentrações de CO2 ao nível atual", disse.

Os cientistas chegaram a essa conclusão ao descobrirem nos sedimentos que, durante o começo e meados do Plioceno (há entre três e cinco milhões de anos), quando as temperaturas eram pelo menos 2 ou 3 graus superiores às atuais, a concentração de COW na atmosfera era igual aos níveis de hoje. EFE ojl/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG