Temor de escassez de combustíveis gera longas filas em postos de gasolina portugueses

Muitos postos de gasolina de Portugal tiveram suas reservas esgotadas nesta quarta-feira após terem sido tomados de assalto por consumidores temerosos de que a greve de caminhoneiros acabe provocando uma escassez de combustíveis.

AFP |

Em alguns casos os postos foram fechados e em outros, como em Algarve (sul), o consumo por cliente foi limitado a 10 euros.

Em Lisboa, os postos de gasolina que ainda estavam abertos registravam longas filas, principalmente de taxistas, e a espera podia chegar a 40 minutos.

"Ainda tenho gasolina, mas vim porque temo que em alguns dias não tenha mais nada", disse um motorista, enquanto um taxista explicava que passou por "quatro postos antes de encontrar um que tivesse combustível".

Na terça-feira à noite as forças de segurança escoltaram quarenta caminhões-tanque até Lisboa e Setubal (sul), principalmente para garantir o abastecimento no aeroporto da capital.

Apesar disso, a Aeroportos de Portugal (ANA) decidiu nesta quarta-feira limitar o fornecimento aos "vôos prioritários".

Os caminhoneiros portugueses iniciaram na segunda-feira uma greve por tempo indefinido para protestar contra os altos preços dos combustíveis.

tsc-alc/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG