Televisão chinesa se desculpa por incêndio de edifício em Pequim

PEQUIM - A televisão estatal chinesa CFTV pediu nesta terça-feira desculpas pelo incêndio registrado na segunda-feira à noite em um edifício situado junto a sua sede, no sudeste de Pequim, no qual um bombeiro morreu.

EFE |

Em comunicado publicado em seu site, a "CFTV" disse estar "triste pela grande perda que o incêndio causou no patrimônio nacional", além de pedir "desculpas pelo trânsito e inconvenientes que os moradores dos arredores possam ter tido".

As autoridades municipais de controle de incêndios afirmaram que "o pessoal da 'CFTV' responsável pela construção do novo complexo televisivo contratou pessoas para lançar grandes artefatos pirotécnicos fora do edifício, causando o incêndio".


Prédio em chamas foi projetado pelo arquiteto Rem Koolhaas / Reuters

A "CFTV" contratou uma empresa pirotécnica para que realizasse um espetáculo ao ar livre na torre que depois sofreu o incêndio.

As chamas arrasaram mais de 100 mil metros quadrados do edifício de 44 andares e 159 metros, situado no mesmo complexo da sede da "CFTV".

O edifício seria um hotel e de fato já havia sido utilizado como tal durante os Jogos Olímpicos de Pequim, mas ainda não tinha sido inaugurado oficialmente.


Prédio do hotel estava no complexo projetado pelo arquiteto Rem Koolhaas

Leia mais sobre incêndio na China

    Leia tudo sobre: incêndio na china

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG