Teerã, 5 mar (EFE).- O Governo do Irã decidiu batizar uma rua de Teerã com o nome de Imad Mugniyah, ex-chefe militar do grupo xiita libanês Hisbolá.

A via une duas outras ruas com nomes polêmicos: a que foi dedicada ao radical islâmico egípcio Khalid Ahmed Showky Al-Islambouli e a que homenageia o terrorista Ahmad Qasir.

Mugniyah era um dos homens mais procurados por Israel e Estados Unidos, e era considerado um dos pilares da estrutura militar da organização xiita.

O terrorista morreu em fevereiro de 2008, em um atentado com carro-bomba em Damasco (Síria), que seu grupo atribuiu a Israel.

Mugniyah foi acusado de planejar um atentado em 1984, em Beirute, que resultou na morte de 276 soldados americanos e 56 paraquedistas franceses.

Após a morte do terrorista, o Irã lhe prestou várias homenagens, como cessão de uma sepultura em um cemitério de mártires, junto ao túmulo do aiatolá Khomeini. EFE msh/plc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.