Teerã desautoriza protesto contra a Grã-Bretanha

O ministério do Interior do Irã anunciou em um comunicado que o protesto convocada esta terça-feira por estudantes islamitas diante da embaixada da Grã-Bretanha em Teerã não foi autorizada.

AFP |

Logo depois, os grupos estudantis desconvocaram a passeata, segundo a agência Fars.

Ao mesmo tempo, uma fonte do ministério das Relações Exteriores negou que o governo do Irã tenha convocado o embaixador de Teerã na Grã-Bretanha, como a agência oficial Irna chegou a anunciar mais cedo.

"Alguns grupos de estudantes anunciaram um ato diante da embaixada da Grã-Bretanha para protestar contra a interferência deste país nos assuntos internos iranianos", afirma o comunicado do ministério.

"O ministério do Interior condena esta interferência, mas informa a nossos compatriotas que nenhuma autorização foi concedida para uma concentração e uma marcha esta terça-feira", completa a nota.

As organizações estudantis aceitaram a ordem e adiaram o ato , segundo a agência Fars, que citou Ehsan Yavari, um dos líderes do movimento estudantil.

O protesto havia sido convocado por quatro associações estudantis para denunciar as "interferências" por parte do governo de Londres na onda protestos que sacode o Irã desde a questionada reeleição do presidente Mahmud Ahmadinejad, em 12 de junho.

As autoridades da República Islâmica acusaram os países ocidentais, em especial Estados Unidos e Grã-Bretanha, de instigar os distúrbios, o que levou o governo britânico a recomendar a seus cidadãos que evitem as viagens ao Irã.

bur-jds/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG