Técnicos de voo acusam Turkish Airlines de negligência

Istambul, 6 mar (EFE).- A Associação de Técnicos de Voo (Uted) acusou a Turkish Airlines, que, na semana passada, sofreu um acidente com nove mortos em um de seus aviões no aeroporto de Schiphol (Holanda), de negligência por forçar a pré-aposentadoria de 500 trabalhadores experientes dos 2.

EFE |

500 técnicos de manutenção".

O presidente de honra da Uted, Stefa Inan, afirmou ao jornal turco "Milliyet" de hoje, que a política trabalhista da empresa turca teve papel importante no acidente, embora ele tenha ocorrido por um erro de pilotagem.

Segundo ele, a companhia demitiu técnicos com mais de 50 anos, "com muita experiência" para contratar militantes do Partido da Justiça e o Desenvolvimento (AKP), que governa a Turquia,"sem se preocupar com seu profissionalismo". EFE amu/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG