Técnico de laboratório é preso acusado de matar estudante de Yale

NEW HAVEN - O técnico de laboratório da Universidade de Yale Raymond Clark foi preso na manhã desta quinta-feira acusado de matar a estudante Annie Le, de 24 anos.

Redação com agências internacionais |

O delegado de polícia de New Haven, James Lewis, afirmou que Raymon Clark foi detido em um hotel e sua fiança foi estabelecida em US$ 3 milhões. Clark foi acusado formalmente pelo crime contra a estudante asiática após os resultados de exame de DNA confirmarem sua presença no local do crime.

Na última terça-feira, Raymon Clark já havia sido detido e levado à delegacia, onde forneceu amostras de DNA e foi liberado em seguida. Segundo os investigadores, não havia provas circunstanciais que pudessem justificar a prisão do técnico de laboratório.

Annie Marie Le, de 24 anos, uma jovem de origem asiática, desapareceu na terça-feira da semana passada e seu corpo foi achado dentro de um laboratório da universidade de Yale no domingo, dia em que se casaria com Jonathan Widawsky, um estudante da Universidade de Columbia.

Segundo a polícia, o corpo da estudante estava atrás de uma parede, em meio a tubulações e cabos do porão de um laboratório de biologia molecular da universidade onde Raymond Clark e ela trabalhavam.

Leia mais sobre Annie Le

    Leia tudo sobre: yale

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG