Técnica equina de células-tronco será testada em pessoas

LONDRES (Reuters) - Uma técnica de reparo por células-tronco, que já foi usada para curar lesões em centenas de cavalos de corrida, será testada pela primeira vez em pessoas com rompimento do tendão de Aquiles. A empresa britânica de biotecnologia MedCell Bioscience anunciou na quarta-feira que irá iniciar testes clínicos dentro de 12 meses, e que planeja realizar um estudo confirmatório maior em vários hospitais europeus em 2011.

Reuters |

Os pacientes receberão injeções contendo milhões das suas próprias células-tronco, extraídas do organismo e multiplicadas em laboratório. Tais células seriam capazes de gerar novos tecidos para reparar regiões danificadas.

Mais de 1.500 cavalos de corrida já foram tratados com o uso do mesmo processo, e avaliações posteriores sugerem uma redução de 50 por cento na reincidência das lesões num período de três anos, em comparação com o tratamento convencional.

"A passagem da veterinária clínica para a medicina humana é inspiradora e não-usual - normalmente vemos a tradução ocorrendo no sentido contrário", disse Nicola Maffulli, cirurgião-ortopedista e especialista em medicina esportiva que participará do teste clínico.

A terapia com células-tronco se tornou a franca favorita para o tratamento de danos nos tendões no universo do turfe -onde esse tipo de contusão é muito comum, afetando animais que podem valer milhões de dólares.

A técnica de reparo foi desenvolvida pioneiramente pelo Real Colégio Veterinário, na zona norte de Londres, que contribuiu com a formação da MedCell.

(Reportagem de Ben Hirschler)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG