"Tea Party" demonstra força em convenção na Virgínia

Movimento ultraconservador reúne 2 mil ativistas para "canalizar" frustração contra governo Obama

EFE |

O ultraconservador Tea Party encerra hoje uma convenção de dois dias na Virgínia que contou com a participação de mais de 2 mil ativistas e que poderia ser a maior reunião deste movimento em um estado desde a de Tennessee.

A Virgínia Tea Party Patriots Convention, realizada em Richmond, teve início na sexta-feira com boas perspectivas de participação, dado que, segundo os organizadores, mais de 2.300 pessoas se inscreveram para o evento.

A convenção, através da qual os setores mais conservadores dos EUA buscam canalizar sua frustração contra o governo de Barack Obama, provavelmente ofuscará a primeira do "Tea Party", realizada em fevereiro em Nashville (Tennessee) com a ex- governadora do Alasca Sarah Palin como absoluta protagonista, afirma o jornal "The Washington Post" em sua versão digital.

O "Tea Party" ganhou visibilidade em abril do ano passado com a convocação de centenas de manifestações simultâneas em todo o país para protestar pelo elevado gasto público da Casa Branca para tirar o país da crise.

O encontro na Virgínia terá seu grande momento esta noite, quando o polêmico ex-apresentador da cadeia "CNN" Lou Dobbs, conhecido por seus ataques aos imigrantes ilegais, se dirigirá aos participantes do evento.

Os organizadores estão "extremamente contentes" por Dobbs ter aceitado ser o orador principal no encerramento do evento, disse Jamie Radtke, presidente da federação do "Tea Party" na Virgínia. EFE ca/abb

    Leia tudo sobre: tea partyvirgínia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG