Tamanho do texto

A presidência georgiana acusou as forças russas, neste domingo, de terem atirado durante a passagem do comboio do presidente da Geórgia, Mikhail Saakachvili, e de seu homólogo polonês, Lech Kaczynski, perto da região separatista da Ossétia do Sul.

im-mm/tt

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.