Taxista e verdureiro são acusados de cometer atentado na China

Pequim, 5 ago (EFE).- Um taxista e um vendedor de verduras de etnia uigur são os supostos autores do atentado que ontem causou a morte de 16 policiais em Xinjiang (noroeste da China), segundo informou hoje a autoridade de segurança pública da região.

EFE |

Os dois detidos, cujos nomes não foram divulgados, têm 28 e 33 anos, são moradores da cidade de Kashgar (onde aconteceu o ataque) e tinham em seu poder uma pistola de fabricação caseira e outros nove explosivos, segundo assinalou a Administração de Segurança Pública de Xinjiang, citada pela agência oficial "Xinhua".

Segundo a fonte, os explosivos achados são similares aos que foram confiscados em janeiro de 2007, durante uma operação antiterrorista na qual as forças de segurança de Xinjiang mataram 19 supostos terroristas da etnia uigur.

Naquela ocasião, Pequim assinalou que o grupo desmantelado pertencia à organização Movimento Islâmico do Turquestão Oriental (Etim), que o Exército chinês apontou na semana passada como sendo a principal ameaça terrorista aos Jogos Olímpicos de Pequim.

Enquanto isso, o site oficial do Governo de Xinjiang informou sobre o aumento das medidas de segurança na região, que passará a ter seus ônibus vigiados por policiais armados, que dispõem de gás lacrimogêneo e podem efetuar revistas nos passageiros, caso julguem necessário.

Ontem, 16 policiais faleceram e outros 16 ficaram feridos em um ataque com explosivos perpetrado contra um posto fronteiriço na região de Xinjiang, habitada por povos de religião muçulmana, e na qual operam grupos que reivindicam a independência do Turquestão Oriental.

Segundo Pequim, essas organizações seriam as principais ameaças à segurança dos Jogos Olímpicos que começam na próxima sexta-feira.

Por outro lado, grupos de direitos humanos acusam o país de usar a guerra contra o terrorismo islâmico nessa região como justificativa para aumentar a repressão à população muçulmana. EFE abc/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG