Táxi solar chega a Poznan após percorrer 38 países

Varsóvia, 4 dez (EFE).- O Solartaxi, o primeiro veículo solar que viajou ao redor do mundo, chegou hoje até Poznan, na Polônia, onde acontece a conferência das Nações Unidas (ONU) sobre a Mudança Climática, após percorrer 52 mil quilômetros e 38 países como forma de luta contra o aquecimento global.

EFE |

Seu criador, o professor suíço Louis Palmer, começou sua odisséia em Lucerna, em seu país, em julho de 2007, e desde então conduziu durante mais de um ano este carro movido unicamente por energia solar.

Neste peculiar táxi, que não usa nem uma gota de combustível, viajaram importantes personalidades, entre elas o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

Como explicou o próprio Palmer em numerosas ocasiões, o Solartaxi pretende conscientizar as pessoas e os Governos do problema da mudança climática e as distintas opções que há para combatê-lo, "que estão nas mãos de todos nós, cada um pondo seu grão de areia".

A iniciativa "deveria reavivar a esperança e o entusiasmo pela vida, ser um exemplo para resistir à resignação e promover a reflexão" sobre o futuro de nosso planeta, ressalta o inventor. EFE nt/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG