Taro Aso será eleito presidente do PLD e próximo primeiro-ministro do Japão

Tóquio, 22 set (EFE).- O ex-ministro de Exteriores japonês Taro Aso é o claro favorito para ser eleito hoje presidente do Partido Liberal-Democrata (PLD, governo) do Japão, o que o transformará na quarta-feira em chefe de Governo.

EFE |

Um total de 386 legisladores e 141 representantes regionais do partido do governo elege hoje seu presidente em substituição de Yasuo Fukuda, de 72 anos, que no dia 1º anunciou sua saída desse cargo e como primeiro-ministro.

A votação começa às 12h (0h de Brasília) e o eleito será ratificado na quarta-feira 24 como primeiro-ministro pelo Parlamento, graças à clara maioria do bloco governamental na Câmara de Representantes, que prevalece em relação ao Senado segundo a Constituição.

Aso, de 67 anos, conta com o apoio de mais de 50% do partido, segundo as pesquisas, e se dá por certa seu vitória, que será anunciada na primeira hora da tarde.

Seus rivais pela Presidência do PLD são o ministro da Economia Kaoru Yosano; Nobuteru Ishihara, filho do prefeito de Tóquio; o ex-titular da Defesa Shigeru Ishiba e Yuriko Koike, a primeira mulher que aspira a governar o Japão. É o maior número de candidatos desde 1970.

Será a terceira vez desde setembro de 2006 que a população japonesa assiste à eleição de um primeiro-ministro sem passar pelas urnas, embora espera-se que Aso antecipe o pleito previsto para setembro de 2009 e convoque eleições antes do fim de mês.

Yasuo Fukuda e seu antecessor Shinzo Abe não ficaram 1 ano no cargo, em um contexto de crescente impulso da oposição que poderia acabar dando um reviravolta política histórica no Japão, embora ninguém se atreva a fazer apostas. EFE psh/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG