Taro Aso reconhece descontentamento popular

O primeiro-ministro japonês, Taro Aso, admitiu nesta quinta-feira o descontentamento popular, às vésperas das eleições legislativas de domingo que a oposição pode vencer, segundo as pesquisas.

AFP |

"As críticas ao governo aumentam", reconheceu Aso em um discurso na cidade de Osaka.

O Partido Liberal Democrata (PLD, direita) de Aso governa o Japão há mais de 50 anos, praticamente sem interrupção, mas segundo as pesquisas deve perder as eleições de domingo par ao Partido Democrata do Japão (PDJ, centro).

"Fracassamos em explicar as virtudes do conservadorismo. Lamentamos não ter enviado uma mensagem clara nos últimos anos" explicou Aso.

Desde a esmagadora vitória nas legislativas de 2005, o PDL designou três primeros-ministros, sem conseguir deter a queda de popularidade. O partido é acusado por muitos japoneses de ter enfraquecido a previdência social.

Segundo uma pesquisa publicada pelo jornal Asahi, o PDJ pode ganhar até 320 dos 480 cadeiras de deputados. Com isto, o presidente do partido, Yukio Hatoyama, seria encarregado pelo Parlamento a formar o novo govo governo.

Ainda de acordo com a pesquisa, o PLD só conseguiria manter uma centena de seus atuais 300 deputados.

mis/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG