Taro Aso está decidido a seguir apoiando EUA em sua missão no Índico

Tóquio, 24 set (EFE).- O novo primeiro-ministro japonês, Taro Aso, se mostrou hoje decidido a continuar apoiando as tropas dos Estados Unidos no Afeganistão através da missão de fornecimento de combustível realizada por navios japoneses no Oceano Índico.

EFE |

Em sua primeira entrevista coletiva como chefe de Governo, Aso disse que "não é só pelo Afeganistão, pelos Estados Unidos ou pelo Paquistão. É nossa responsabilidade lutar contra o terrorismo de forma resolvida como membros da comunidade internacional".

A oposição do Partido Democrático (PD) é contra que se estenda a vigência da lei que permite a missão logística japonesa no Índico.

Aso, de 68 anos, tomou hoje posse como primeiro-ministro do Japão e provavelmente na próxima semana deve dissolver a Câmara de Representantes e convoque eleições antecipadas, no final de outubro ou no começo de novembro.

A principal razão é a atitude do bloco opositor, pois, desde que o PD assumiu o controle do Senado, em julho de 2007, conseguiu tombar dois Governos, os de Shinzo Abe e Yasuo Fukuda, que duraram apenas um ano cada.

Na entrevista coletiva, Aso se mostrou também disposto a tomar qualquer tipo de medida que for necessária para revitalizar a economia japonesa. EFE psh/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG