Tanques russos foram vistos patrulhando a cidade de Gori, na Geórgia, segundo o repórter da BBC Gavin Hewitt, próximo do local. Segundo o repórter, os veículos armados russos parecem estar desmantelando e destruindo bases do Exército georgiano.

Moradores fugindo de Gori avisam que saques e seqüestros estão acontecendo na cidade. Muitos dizem ter visto suas casas sendo incendiadas.

O cessar-fogo em vigor é frágil naquela área, afirma o Gavin Hewitt. Uma nuvem de fumaça cobre o mercado da cidade. A situação poderia ser ainda mais crítica nas cidades ao redor.

Gori é a cidade georgiana mais próxima da divisa sul da Ossétia do Sul, província separatista da Geórgia que conta com a simpatia russa.

O vilarejo é onde, no fim de semana, relatava-se que as tropas georgianas se concentravam para mobilizações contra os separatistas.

Entretanto, as forças georgianas foram expulsas da cidade pelas forças russas, que afirmaram que sua atividade no local estava encerrada.

Enquanto isso, ministros do Exterior se reúnem em Bruxelas para discutir o conflito e alguns pontos sobre o plano de paz proposto pelo presidente francês, Nicolas Sarkozy, em nome da União Européia, incluindo um possível envio de agentes de paz para garantir o cessar-fogo entre os dois países. Os presidentes da Rússia e da Geórgia teriam concordado com os princípios gerais da proposta apresentada pelo presidente Sarkozy.

Um dos principais pontos do plano indica que as todas as tropas devem retornar às áreas que estavam antes do início dos conflitos.

Os combates começaram na noite de quinta-feira, quando a Geórgia enviou seu Exército para retomar o controle da Ossétia do Sul, região onde há um grande número de habitantes com passaporte russo.

A Rússia enviou tropas à Ossétia do Sul e à Abecásia, uma outra província separatista georgiana. Cidades na Geórgia fora das duas regiões também foram bombardeadas.

Estima-se que cerca de 100 mil pessoas ficaram desabrigadas por causa do conflito.

Leia mais sobre Geórgia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.